Fiscalização para valorização profissional e conduta ética

A atuação profissional deve andar sempre lado a lado com a conduta ética. Prezando por isso o CREA-PR promove ações que zelam pela integridade e disciplina das diversas profissões de atuação nas áreas da engenharia e agronomia. Disciplinar e fiscalizar o exercício das profissões regulamentadas garante a ética no exercício das mesmas.

Além disso, a valorização profissional tem um grande ganho também. A fiscalização nada mais é do que um serviço para a sociedade, e ao se dar conta dos profissionais éticos e que executam suas funções de acordo com a lei, as pessoas (leigas e da área) valorizam os engenheiros e agrônomos, além dos futuros profissionais em seus respectivos cursos.

CREA-PR na Câmara Especializada de Agronomia

Luiz Antonio Scheuer é inspetor do CREA-PR na Câmara Especializada de Agronomia e também diretor de política profissional da Associação dos Engenheiros Agrônomos dos Campos Gerais. Segundo ele, “a valorização da profissão se mantém em alta. Exemplo disso é a contínua abertura e grande procura de cursos de graduação em agronomia”. Instaura-se assim uma grande disputa por vagas pelos candidatos a profissão de engenheiro agrônomo. No exercício efetivo dessa profissão ocorrem alguns desvios, assim como em qualquer atividade profissional (Seja ela regulamentada ou não). Porém são exceções. A Engenharia Agronômica habilita o profissional a exercer suas atividades em um amplo leque de atuações/exercício. Para Scheuer, o profissional engenheiro agrônomo é parte do desenvolvimento tecnológico e econômico do país.

Importância da fiscalização do CREA-PR

Uma das atribuições de um inspetor no CREA-PR é o auxílio na fiscalização da profissão. Scheuer explica que sua atuação é informando aos colegas de profissão sobre a legislação que deve ser cumprida. “Quando constato alguma irregularidade, informo aos fiscais para que façam a fiscalização. Se comprovada a irregularidade, as medidas necessárias devem ser tomadas conforme determina a legislação vigente”. Como toda fiscalização, alguns pontos são levados em consideração. No caso da atuação dos engenheiros agrônomos a emissão de Receituário Agronômico é um dos pontos principais, junto com documentos que devem ser acompanhados de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).

Conduta ética no exercício profissional

Cada profissão possui sua própria ética, suas próprias relações do profissional com seu cliente, a aplicação de seus conhecimentos técnicos, a relação do profissional com a sociedade: tudo isso é ética.
Scheuer destaca que a ética profissional é diferente da ética propagada pela grande mídia. “Ter ética profissional é cumprir com todas as atividades de sua profissão. Ser uma pessoa ética é agir dentro dos padrões convencionais, não prejudicar o próximo, cumprir os valores estabelecidos pela sociedade”.
Como já dito anteriormente, a fiscalização garante a presença da conduta ética no exercício da profissão. “As profissões regulamentadas são a sociedade exercendo o direito de permitir que, quem deseja exercer tal profissão deve seguir as leis, normas e diretrizes emanadas por um conselho”, afirma Scheuer. Os conselhos defendem a sociedade dos maus profissionais, e é aí que o CREA-PR tem sua grande importância.

As fiscalizações em qualquer atividade são realizadas para que sejam cumpridas as legislações estabelecidas para aquela atividade. Quanto mais exigente é a sociedade ou o consumidor, mais rigorosa deverá ser a fiscalização realizada. Para Scheuer, “o profissional que aplica todos os seus conhecimentos em sua atividade profissional está agindo com ética, e é isso que uma sociedade organizada e exigente espera de todos aqueles que exercem suas profissões”.

Luiz Antônio Scheuer
CREA/PR 21.969-D